14 de dezembro de 2007

Será assim tão dificil...

...relaxar.
Fazer as malas, desligar o telemóvel,aliás , deitá-lo ao lixo e partir para outro lugar. Não preciso de dinheiro, de roupas novas, internet,de nada, só do meu marido e da minha filha linda.
Será assim tão dificil entender que a causa do meu stress, das minhas mudanças subitas de humor e não estar a viver de acordo com a minha Natureza, sentir-me presa a contas, a saber que daqui a uns meses vou ter de abdicar de certas coisas com a pipoca porque a vida é ingrata.
Se calhar é dificil falar nisto,não sei, ou talvez falo a divagar e dou voltas e voltas sem me exprimir direito, mas o que eu quero mesmo é COMEÇAR de NOVO, do ZERO, eu preciso disso, a minha vida "começou" agora com o nascimento da minha pipoca e é este o momento que eu tanto esperava para mudar, para crescer e deitar para trás das costas os macaquinhos que povoam este sotão e no entanto, nesta altura sinto-me a sufocar com preocupações e duvidas em relação ao futuro.
Pois é fiz 27 anos esta semana e neste momento só consigo pensar que o tempo é muito injusto e a minha obrigação como mãe é proporcionar uma vida feliz a esta princesa mai'linda, queria muito fazer as malas e partir, sair da cidade.
Sonhar não custa....

9 comentários:

mummy turtle disse...

Quis deixar um apalvra de apoio porque me vi nas tuas palavras. Estamos a sofrer do mesmo mal, se calhar. Falo por mim: vida profissional de repente muito complicada, rotinas que às quais ainda não me adaptei,despesas com as quais não contavamos, as tarefas domésticas a acumularem-se por fazer e só me apetece estar com a minha filha e vê-la crescer. Revolta-me que só o possa fazer em part-time!
beijinhos

Lipa disse...

Como te compreendo!

Mónica disse...

Nos momento mais difíceis, pensa nas coisas boas que tens. Sê forte e nunca desistas dos teus sonhos... nunca!
bjinhos e muita força

Liliana disse...

Em primeiro lugar queria te dar os parabéns!!!
Todos nos temos momentos desse, o stress aumenta tanto e as coisas neste páis não estão nada boas que só dá vontade de desaparecermos todos para um sitio bem melhor, mas não d´, pois não?!?

Beijocas grandes e não fiques triste...

Cristina disse...

As tuas palavras são tão parecidas com os meus sentimentos....

A vida é mesmo injusta..

Carla disse...

Eu também penso tantas vezes em ir embora, começar de novo em outro lugar... Mas é tão difícil ficar como partir! E sei que, mesmo noutro lugar, tudo o que me aflige, manter-se-á.
Beijocas!

scas disse...

e fazes a tua filha feliz, acredita! para ela, és a melhor mãe do mundo! sempre, onde quer que seja! a fazer o q for!

ma_ma do Gonçalinho disse...

Estamos em sintonia, eu tb estou com essa neura, de quere mudar de estilo de vida, de me preocupar apenas com aquilo que é realmente importante e dedicar-me ao que acho necesário, mas a vida nao nos permite esses devaneios, ou entao ainda nao estamos preparadas para isso :(

Como te compreendo :(

Beijos solidários
Marta

mae aguia disse...

Compreendo prefeitamente aquilo que sentes, eu tenho o mesmo problema, quero fujir com o meu marido e com os meus filhos para longe...bem longe mesmo...
até lá e como estou cansada optei por desligar o telemovel, disse uma pequena mentira...diss que estava avariado...tem resultado e estou bem mais descansada a curtir os meus filhotes e o meu maridão...